20 de janeiro

Soja

A soja encontrou bom suporte em uma série de fatores e encerrou o pregão da última quarta-feira (19) com fortes ganhos na Bolsa de Chicago. O mercado financeiro esteve claramente mais disposto ao risco, o que levou as bolsas de valores e as commodities para cima e causou desvalorização do dólar ante várias moedas, inclusive uma forte depreciação em relação ao Real. Além disso, as novas previsões voltaram a mostrar menores chances de precipitações para os próximos sete dias em parte do Centro-Sul do Brasil e praticamente todo o Paraguai, o que contribuiu para as compras especulativas. A Argentina deve receber um grande volume de chuvas no período, mas a exemplo do Sul do Brasil, para algumas áreas do país vizinho, as precipitações chegarão tarde. A alta do petróleo completou o cenário altista, por isso, o contrato de março subiu 30,00 centavos.

Fonte: Granopar

Milho

O milho acompanhou os bons ganhos dos grãos vizinhos, do petróleo e a desvalorização do dólar e encerrou o pregão da última quarta-feira (19) com ganhos de dois dígitos na Bolsa de Chicago. É sabido que tanto Argentina quanto Brasil colhem mais milho na safrinha, por isso, o cereal não tem sido tão beneficiado pelo clima adverso na América do Sul quanto a soja. As altas de quase 2% no petróleo e de 3,5% no trigo acabaram influenciando o milho que, ao fim do dia, subia 11,00 centavos no contrato de março.

Fonte: Granopar

Trigo

O trigo voltou a apresentar ganhos fortes na última quarta-feira (19) nas bolsas dos EUA. Além da já comentada maior disposição dos investidores ao risco no mercado financeiro de modo geral, a continuidade das tensões entre Rússia e Ucrânia mantém os fundos buscando compras especulativas, especialmente porque os EUA anunciaram uma assistência militar de Us$ 200 milhões à Ucrânia, ainda que o presidente Biden tenha declarado que não deve intervir militarmente no caso de uma invasão. Ainda assim, no fechamento, o contrato de março subia 27,50 centavos na CBOT e 27,25 em Kansas City.

Fonte: Granopar

Dólar

Dólar EUACompra (R$)Venda (R$)
19/01 (PTAX)5,49725,4978
19/01-13:005,47745,4780

Fonte: Banco Central do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *