No dia 03 de maio, entrou em operação o Alerta Geada, serviço que o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater (IDR-Paraná) e o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) disponibilizam aos produtores rurais com o intuito de avisar com antecedência a possibilidade de ocorrer danos à agropecuária em decorrência do frio. 

O período de operação vai de maio a setembro e os pesquisadores publicam um boletim diário sobre as condições meteorológicas e a evolução de massas polares no estado do Paraná. Além do boletim diário, um pré-alerta é emitido com 48 horas de antecedência quando há aproximação de massas de ar frio com dano em potencial. Se as condições persistirem, um novo aviso é divulgado em até 24 horas antes da possível ocorrência do fenômeno.  
 
“Na silvicultura, por exemplo, para a proteção de viveiros e de mudas recém-implantadas no campo, produtores de hortaliças, aves e suínos também buscam os alertas emitidos pelo serviço”, relata a agrometeorologista Heverly Morais.  

O Alerta Geada conta com o apoio da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab), Consórcio Pesquisa Café, prefeituras, cooperativas e associações de produtores.  

Para receber o alerta, é possível baixar o aplicativo IAPAR Clima, disponível gratuitamente na App Store e no Google Play. Os produtores também podem receber o serviço nas páginas do IDR-Paraná e do Simepar, pelo telefone (43) 3391-4500 ou no aplicativo Telegram, cadastrando o número de telefone aqui. 

Redação Cocari com informações do IDR-Paraná 

Imagem de capa: IDR-Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *