Nos dias 12 e 13 de maio, em Entre Rios, Distrito de Guarapuava (PR), foi realizado o Encontro das Lideranças Femininas – Cooperlíder Feminino –, promovido pelo Sistema Ocepar, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/PR). Participaram do encontro 16 representantes do Núcleo Feminino da Cocari da área de atuação da cooperativa no Paraná. 

O evento contou com palestra da investigadora da Polícia Civil do Paraná, Rosana Botelho, sobre segurança na área rural. As mulheres também acompanharam palestra e oficina sobre educação política com Luciana Lacerda e Ana Paula Cenci. Foram realizadas atividades de cooperação conduzidas por Fábio Brotto, cofundador do Projeto Cooperação e pioneiro no Brasil em jogos cooperativos. 

As participantes assistiram à apresentação de cases dos núcleos femininos de cooperativas paranaenses e ao talk show ministrado por Tamara Klink, filha do navegador Almir Klink, que relatou a sua experiência na Travessia do Atlântico. 

O supervisor de cooperativismo, Hugo Felipe Carnelossi, falou sobre o tema desta edição. “O encontro abordou o tema ‘Mulher, Força e Leveza’, mostrando a importância da mulher cooperativista no agronegócio, com vários cases de mulheres à frente das propriedades rurais. Tivemos muitos depoimentos sobre superação e obstáculos nos negócios familiares. Foram dois dias de muito conhecimento técnico, compartilhando experiências com as mais de 350 participantes de várias partes do estado. Nossas líderes saíram motivadas e engajadas com as trocas de conhecimentos”, avaliou. 

Nilza Estevam Pereira Pintor, de família cooperada em Marilândia do Sul (PR), comentou sobre a valorização da atuação feminina no cooperativismo promovida pelo Cooperlíder. “Por meio das apresentações, palestras e principalmente dos cases, o evento promoveu positivamente o empoderamento feminino, a voz da mulher no mundo, abordando desafios e transformações políticas e sociais, nos encorajando, estimulando e valorizando a nossa importância no desenvolvimento de sustentabilidade e nos empreendimentos. Dividir experiências, reviver momentos, retomar laços e superar marcas que o isolamento deixou foi muito importante. Gratidão a todos que se dedicaram e garantiram que tudo acontecesse da melhor forma”, disse. 

Na opinião de Maria de Sousa Felizardo Costamagna, de família cooperada em Lunardelli (PR), o evento agregou muito conhecimento, que poderá ser aplicado nas ações desenvolvidas junto à comunidade. “Foi muito gratificante participar desse encontro com outras lideranças. Há sempre algo novo para aprender e muitos conhecimentos para dividir. A cada novo encontro, ganhamos mais experiências e essa troca é essencial para que tenhamos mais opções de ações para aplicar na comunidade em que atuamos. Nesse encontro, tivemos muitas experiências transformadoras. Voltamos para casa com o ânimo renovado, com muita vontade de compartilhar o que aprendemos. Gostaria de agradecer à Cocari por nos proporcionar todo esse aprendizado, que levaremos para a vida”, comentou. 

Ângela Maria Travagli Agostini mora junto à família no município de Kaloré (PR) e destacou o fortalecimento de vínculos durante o encontro. “Participar do Cooperlíder após dois longos anos de isolamento social devido à pandemia foi uma oportunidade única de aprendizado e troca de experiências. A convivência em grupo durante esses dias tornou possível, acima de tudo, estabelecer relações de amizade e companheirismo, fortalecendo o vínculo cooperativista. Poderei disseminar o conhecimento adquirido às demais pessoas da comunidade e ajudar outras mulheres a sentirem-se valorizadas e capazes de mudar a si mesmas e o mundo à sua volta. Somos protagonistas de nossa história e podemos atuar na política de forma ética para a construção de um país mais justo com equidade de direitos, colaborando com a segurança de nossa propriedade e bem-estar de nossas famílias”, disse. 

Redação Cocari 

One Comment on “Núcleo Feminino da Cocari participa de Cooperlíder Feminino em Guarapuava (PR)”

  1. Obrigada a Cocari, pela oportunidade de conhecimento e aprendizado e de poder estar reunidas após 2 anos sem eventos presenciais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *