18 de maio

Soja

A soja manteve o tom positivo da véspera e voltou a fechar com preços mais firmes na última terça-feira na Bolsa de Chicago. Ao final da tarde de segunda-feira, o Departamento de Agricultura dos EUA apontou que o plantio no país caminhou relativamente bem na última semana, ficando em linha com a estimativa do mercado. Porém, as previsões para os próximos sete dias mostram chuvas em boa parte da região Leste do Corn Belt, o que pode atrapalhar o andamento da semeadura da oleaginosa, o que agora vai entrando mais no foco do mercado já que o plantio do milho evoluiu bem e retirou parte do atraso. Além disso, aos poucos, a China vai flexibilizando as medidas restritivas contra a Covid-19, algo que é muito bem visto pelo mercado de modo geral, tanto que os investidores vieram um pouco mais para o risco, o que justifica as altas da soja e a queda do dólar. Diante disso, no fechamento, o contrato de julho da soja subia 21,50 centavos.

Fonte: Granopar

Milho

O milho encerrou o pregão da última terça-feira (17) com perdas moderadas na CBOT, sobretudo nos vencimentos mais próximos. Ao final da tarde de segunda-feira, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos mostrou que 49% da área estava plantada no país até domingo, número que, apesar de ainda estar bem abaixo da média histórica, veio dentro da expectativa e trouxe alívio, pois significa que pelo menos metade da safra do país está plantada dentro do período ideal. No fechamento, o contrato de julho caiu 8,75 centavos.

Fonte: Granopar

Trigo

O trigo manteve o tom altista da véspera e voltou a fechar com preços mais firmes na última terça-feira (17) nas bolsas dos EUA. Em um primeiro momento, o mercado demonstrou disposição em devolver parte do limite de alta de segunda-feira, chegando a operar com quase 50 de baixa, mas depois os investidores voltaram às compras ainda refletindo o banimento das exportações indianas e a piora nas condições das lavouras de inverno dos EUA, além da previsão de continuidade do baixo volume de chuvas na região central do país. Por isso, no fechamento, o contrato de julho subia 30,00 centavos na CBOT e 15,75 na KCBT.

Fonte: Granopar

Dólar

Dólar EUACompra (R$)Venda (R$)
17/05 (PTAX)4,96704,9676
17/05-13:004,95734,9579

Fonte: Banco Central do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *