Desenvolvido para otimizar as operações de colheita na soja, o PACC – Programa de Acompanhamento de Colheita Cocari, foi implementado na última safra de grãos da cooperativa, beneficiando cooperados e aprimorando o trabalho do DETEC – Departamento Técnico da Cocari. O programa é fruto de parceria com a Embrapa, que desenvolveu a tecnologia e promoveu treinamento dos consultores da cooperativa para execução nas propriedades. 

Para o cooperado Vilmar Miguel Foggiatto, proprietário da Fazenda São Miguel, em Rosário do Ivaí (PR), o trabalho do PACC trouxe segurança e resultado na lavoura. “A presença do consultor da Cocari durante a colheita foi essencial, porquanto, em razão da sua orientação, além de nos sentirmos amparados durante o processo, resultou em uma maior produtividade”, destacou. 

A avaliação evitou uma perda muito superior ao que é considerado aceitável pela Embrapa, 1 saca/hectare. “Durante a colheita estávamos sofrendo com grande perda, especialmente em razão da pressa e preocupação na hora de colher, mas, depois de devidamente orientados pelo consultor da Cocari, tomamos ciência e paramos para regular a colhedeira”, relatou o produtor, que no início da colheita estava perdendo entre 6 e 7 sacas/hectare.  

O consultor do DETEC Cocari Andriel Doretto, que acompanhou o cooperado, falou sobre o caso. “Fazemos um trabalho diferenciado com este cooperado, pois ele reside em outra cidade. Dessa forma, a escolha e a aplicação de produtos, além de medidas sobre a regulagem de máquinas são acompanhadas de perto pelo DETEC. Depois da compra de uma colhedeira, o produtor decidiu colocar a máquina a campo e, com a introdução do PACC, prontamente optamos por monitorar as operações nessa propriedade. Junto ao produtor, realizamos a medição de perda e constatamos um resultado elevado. Com base na avaliação, o produtor solicitou o atendimento de um técnico para regulagem da máquina. Após o procedimento, novamente foi realizada a medição e verificamos que a perda estava bem menor, registrando perda abaixo de 1 saca/hectare”, informou. 

Doretto comentou sobre a importância do PACC. “Acredito que este programa serve, entre outras coisas, para valorizar o trabalho dos técnicos, já que nossa função é essencialmente prestar assistência e gerar lucro para o agricultor. Acompanhamos a lavoura desde a regulagem da plantadeira, passando pela germinação, floração e maturação. É um trabalho muito extenso, realizado durante 120 dias, em que verificamos o que deve ser aplicado nos talhões. E, no momento da colheita, não havia esse foco em acompanhar o produtor, por se tratar de um trabalho mecanizado. Esse programa veio para agregar cuidado e completar o ciclo de monitoramento”, opinou. 

Redação Cocari 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *